Gelato vs. Sorvete

É muito comum em todo o mundo que a palavra “gelato” seja traduzida como “sorvete” ou “ice cream” em inglês. Portanto, este evento é uma ótima oportunidade para descobrir as diferenças entre Gelato e Sorvete.

O gelato italiano contém menos gordura que o sorvete e menos ar incorporado, sendo também servido em uma temperatura mais elevada. Consequentemente, o gelato oferece uma maior experiência gustativa dado o menor teor de gordura faz com que o paladar seja mais limpo e apurado.

O sorvete é feito em escala industrial, usando ingredientes que permitem longa vida (conservantes), tem limitação de sabores e é largamente estocado em supermercados. O autêntico gelato italiano, ao contrário, é um produto fresco, feito diariamente em quatidades relativamente pequenas e vendido diretamente ao consumidor e disponível em uma variedade infinita de sabores – geralmente feito com ingredientes frescos e da estação que fazem o gelato cremoso e colorido.

01 comp
05 comp
06 descr

Por isso, é importante manter uma distinção clara entre os dois produtos, inclusive linguisticamente.

A Carpigiani Gelato University se dedica ao desenvolvimeto da cultura do gelato ao redor do mundo, portanto, se refere sempre ao produto com seu nome original: Gelato.

Gelato, um alimento natural acessível a todos.

Gelato é um alimento natural com uma importante composição nutricional. De fato, os ingredientes do gelato são os mesmos que você usa provavelmente todos os dias: leite, ovos, creme de leite, cacau, frutas e bases como proteínas, açucar, gordura, vitaminas e fibras.

O gelato a base de leite contém proteínas com significativo valor biológico, com aminoacidos essenciais que são utilizados pelo corpo e sua constante regeneração. Os principais carboidratos no gelato são em sua maioria lactose e sacarose, açúcares simples que são rapidamente metabolizados. Estes nutrientes são úteis quando o corpo está em movimento, particularmente depois da prática de atividade física.

A gordura do gelato fornece uma quantidade de ácidos gordurosos de cadeia curta que são utilizados como uma fonte de energia para o corpo. O gelato também contém uma boa quantidade de vitaminas A e B2, cálcio e fósforo.

As matérias primas utilizadas na produção do gelato se enquadram em diferentes categorias: laticínios (leite, creme de leite, manteiga), adoçantes (sacarose, frutose, lactose), aromatizantes (cacau, chocolate, sucos, polpa de frutas) e outros componentes (ovos, aditivos, colorantes, alcool, etc).

08 comp

Dividindo os ingredientes em grupos correspondentes às necessidades do corpo, temos o seguinte:

  • Água (necessidade de líquidos): o veículo que transporta as substâncias que o corpo necessita.
  • Açúcar (necessidade de energia): importante fonte de energia para uso imediato.
  • Gordura (necessidade de energia): encotrado em todos os alimentos, exceto açucares.
  • Proteína (necessidade muscular): satisfaz a necessidade organica básica de reconstrução de tecidos e musculatura.
  • Minerais (necessidade de elementos naturais): auxilia a ação dos nutrientes.
  • Vitaminas (necessidade de vitaminas): necessário para o melhor aproveitamento dos nutrientes dos alimentos.
03 descr

O gelato contém todos esses elementos, essenciais para uma nutrição completa.

Pense na presença significantiva do leite no gelato. Sendo o leite o único alimento consumido por bebês, pelo qual os recém nascidos recebem tudo o que precisam: água, açucar, gordura, proteína, minerais e vitaminas. Ao comparar o valor nutricional do leite com o do gelato, é possível encontrar uma maior concentração de nutrientes no gelato.

Isso não significa que uma pessoa pode viver so de gelato (ou leite). Entretanto, é interessante ressaltar que o gelato tem um importante valor nutricional. O melhor é saber que existe um alimento que é tão delicioso e ao mesmo tempo saudável!